Sou de carne, ossos e poesia

Entre nós: papel, caneta, versos e vida – 41/150
Antes de começar a ler, clique no link e deixe a música tocando para que a experiência seja ainda mais interessante.

I make my journey through eternity (Eu faço minha jornada através da eternidade)
I keep the memory of you and me inside(Eu guardo a lembrança de nós dois aqui dentro)

d9115ec63aaaeec49248343a4e7d62fb

Não quero dormir

Mas o sono não me deixa

Cansaço de noites de insônia

Se dormir não vou sonhar

Apenas para não ter que acordar

Enquanto sonho tenho você…

As flores que colhi

Com mil cores diferentes

Com seus perfumes e sua delicadeza

Singelos presentes…

Presos em buquês coloridos

Com laços e um cartão

Um poema e um recado

Uma declaração de amor…

Revelando um segredo…

Ou a verdade por trás do olhar

contando como o coração bate forte

Mas escrevendo ao invés de falar…

Não sou um príncipe encantado

Cavalgando um cavalo branco

Sou de carne, osso e poesia

Mas é você quem eu amo…

E isso basta?

Não!

Por que você ainda não está aqui.

Então sonho…

azul

 

 

 

Imortalidade
Então,este é quem eu sou
E isto é tudo o que sei
E eu devo escolher viver
Por tudo o que eu possa dar
A centelha que faz o poder crescer

E eu defenderei meu sonho se eu puder
Símbolo da minha fé em quem eu sou
Mas você é o meu único
E eu devo seguir na estrada que se encontra a frente
E eu não deixarei meu coração controlar minha cabeça
Mas você é meu único
Não diremos adeus
Não diremos adeus
E eu sei o que tenho que ser

Imortalidade
Eu faço minha jornada através da eternidade
Eu guardo a lembrança de nós dois aqui dentro

Cumpra o seu destino
Que está aí dentro da criança
Minha tempestade nunca acabará
Meu destino está ao vento
O Rei de Copas, o Coringa alucinado

Não diremos adeus
Não diremos adeus
Farei com que todos eles se lembrem de mim

Porque eu encontrei um sonho que deve se realizar
Ainda que cada parte de mim precise vê-lo
Mas você é meu único
Desculpe mas eu não tenho um papel no amor para interpretar
Abro mão do meu coração, eu encontrarei meu caminho
Eu os farei dá-lo a mim

Imortalidade
Há uma visão e uma chama em mim
Eu guardo a lembrança de nós dois, aqui dentro
Não digamos adeus

Com todo meu amor por você
E o que mais pudermos fazer
Não digamos adeus

4 comentários sobre “Sou de carne, ossos e poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s